segunda-feira, 12 de junho de 2017

BARRABAS OU JESUS CRISTO QUAL ESCOLHES?

                                   

E, respondendo o presidente, disse-lhes: Qual desses dois quereis vós que eu solte? E eles disseram: Barrabás. Mateus 27:21 Hoje a escolha continua sendo a Barrabás, a turba ainda não se deu por conta que quando escolhem aquele que incita seus desejos carnais, mais se distanciam do centro da vontade de Deus. Barrabás é um tipo de carne, inclinação para carne, para a não obediência de leis é ordem, pois assim era Barrabás, veja João 18.40 Então todos tornaram a clamar, dizendo: Este não, mas Barrabás. E Barrabás era um salteador. Veja bem, é mais fácil ficar a favor de alguém que não respeita o que é do outro, pois tem dificuldade de limites, tem dificuldades de respeitar princípios de propriedade, o que Barrabás não tinha, na verdade este buscava valores terrenos, bens terrenos, ou coisas materiais, já nosso mestre Jesus, sempre buscou as coisas espirituais, e por elas orientava os demais a fazerem o mesmo. Barrabás conseguiu derramar o sangue de outras pessoas em beneficio individual, E havia um chamado Barrabás, que, preso com outros amotinadores, tinha num motim cometido uma morte. Marcos 15:7 Jesus Cristo derramou o seu próprio sangue para beneficiar todos aqueles que entendessem seu projeto. Outra situação que vemos aqui é a neutralidade das pessoas, diante de uma decisão a ser tomada. Pilatos diante do momento questiona com a turba qual dos dois queriam que fosse solto, ele mesmo não tinha opção, não tinha voz própria, precisava andar nas costas dos outros, segundo o que terceiros diziam. É fácil tomar decisões segundo o que outros dizem, entretanto pode haver uma decisão errada ai. Amigo leitor, já fez sua opção de escolha? vai escolher Jesus Cristo que tipifica o Espirito, as coisas corretas, o certo, as espirituais? Ou vai ficar com Barrabás? A natureza humana sempre tende a se inclinar a insubmissão, a falta de compromisso, a não ter responsabilidade. Gostaria de saber, dias passados como ficou o voto daqueles que optaram por Barrabás, como ficou suas vidas, como ficou sua consciência, talvez se frustaram pois não conheciam bem quem era Jesus. O que Jesus estava oferendo, o que ele vinha pregando aos seus ouvintes. Existe duas eternidades, uma para quem segue Barrabás, e outra para quem segue a Jesus Cristo. Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim. João 14:6   Pr. Claudio Grabowsky . Parobé. RS

Nenhum comentário: