quinta-feira, 6 de julho de 2017

NEGLIGENCIA, O DESLEIXO. 3ª Parte

                                                                                 

Portanto, convém-nos atentar com mais diligência para as coisas que já temos ouvido, para que em tempo algum nos desviemos delas. Porque, se a palavra falada pelos anjos permaneceu firme, e toda a transgressão e desobediência recebeu a justa retribuição, Como escaparemos nós, se não atentarmos para uma tão grande salvação, a qual, começando a ser anunciada pelo Senhor, foi-nos depois confirmada pelos que a ouviram; Hebreus 2:1-3 Os Hebreus destinatários desta epístola estavam se distanciando da igreja, estavam deixando de se congregar, o texto bíblico em apreço esta dizendo para os hebreus que era para eles atentarem com mais diligencia, para aquilo que tinham visto e ouvido, ou seja não era para que o ouvintes flutuassem para longe, como uma madeira que no rio que se vai abaixo. Desta forma deveríamos mostrar nossa estima a cristo, nos apegando com mais diligencia a suas coisas. Estas palavras intensificam estas exortação levando-nos a não fazer pouco caso daquilo que é santo. Na sequencia do texto vai nos lembrar que os mais prejudicados neste contexto todo somos nós mesmos, a grande perda que teremos se não prestar atenção, elas vão vazar e escorregar da nossa cabeça, lábios e vida. Como podemos definir negligencia: Pouco caso,  desleixo, desprezo, relaxamento, não dar a devida atenção, preguiça. No evangelho de Mateus 7.26 temos outro exemplo claro de negligencia e desleixo, sobre um homem insensato que não dera ouvido, e construiu sua casa sobre a areia, tudo por não querer desprender tempo e cuidado, fazendo pouco caso das palavras de seu Mestre. "E aquele que ouve estas minhas palavras, e não as cumpre, compará-lo-ei ao homem insensato, que edificou a sua casa sobre a areia;" Não podemos esquecer que Porque, se a palavra falada pelos anjos permaneceu firme, e toda a transgressão e desobediência recebeu a justa retribuição, Hebreus 2:2"  A negligencia é a arte de fazer as coisas erradas, Deus vê o negligente como amigo do desperdiçador ( Provérbios 18.9) este gosta de desperdiçar tempo, recursos, e energia naquilo que é perecivel e não gera resultados eternos nenhum, pois deixar de produzir é igual a destruir aquilo que já existe, deixar de vigiar e orar equivale convidar o inimigo a entrar novamente na casa que um dia foi varrida e adornada. Vamos fazer o melhor para Deus, vamos fazer com qualidade, e vamos por fora o desleixo. Pr. Cláudio Grabowsky. Parobé. RS

Nenhum comentário: