segunda-feira, 8 de janeiro de 2018

QUAL A META PARA 2018?

                             
 “Quem crer no evangelho e for batizado será salvo.” (Marcos 16.16) E aí, já escolheu sua meta para 2018? Dizem os estudiosos que uma característica comum nos vencedores é que todos traçam metas, e disso eu não discordo. Porém, tenho uma curiosidade: o que eles consideram “ser um vencedor”? Será que ser vencedor é ter tanto dinheiro que nem se tenha onde gastá-lo? Ou ser realizado nos negócios, mas frustrado na família? Ou esperar chegar ao final da vida para se dar conta de que tudo o que juntou terá que deixar aqui? Ou aparentar uma felicidade que a própria pessoa sabe que não tem? Concluo que, mais do atingir metas, vencer é saber escolher metas que valham à pena. Há uma meta que deve ser atingida por todos. Quem não alcançá-la será um derrotado, ainda que tenha conquistado todos os demais objetivos. É a salvação da alma. Tudo o demais passa. A salvação é eterna. Jesus disse: “que aproveitará o homem se ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma?” (Mt 16.26). Deus, por sua vez, nos adverte que não há outra maneira de ser salvo a não ser pela entrega de nossa vida a Jesus (At 4.12) Em 2018, seja um vencedor. Escolha a melhor meta. Que seja o ano da sua conversão a Jesus e da aquisição da certeza de salvação. http://www.pastorhumberto.com/ Pr. Cláudio Grabowsky - Parobé. RS

domingo, 31 de dezembro de 2017

ADEUS 2017, LIVRE-SE DO PASSADO.

                                                                       
“E, assim, se alguém está em Cristo, é nova criatura; as coisas antigas já passaram; eis que se fizeram novas.”  (2 Coríntios 5.17) Nós temos a tendência de supervalorizar os fracassos e não dar valor para as conquistas. Porém, pior do que isso é que projetamos o futuro baseados nos fracassos do passado. Então, a combinação da (1)super-valorização dos revezes com a (2) projeção do futuro com base nessas experiências negativas produz um quadro de depressão. Deus não quer te ver deprimido. Ele ensina que devemos esquecer as coisas que para trás ficam e avançar para as que diante de nós estão (Fp 3.13). O diabo trabalha com o nosso passado, nos acusando e nos fazendo crer que somos derrotados. As pessoas, em sua maioria, acreditam nisso, pois, segundo a ótica humana, é o nosso passado que constrói o presente e projeta o futuro. Porém, Deus não precisa do passado para construir o futuro. Ele é criador. Sua matéria-prima é o nada. Quando você se arrepende de seus erros e de sua maneira de viver, entregando sua vida a Jesus, Ele apaga o teu passado e constrói o teu futuro baseado no seu amor e poder, e não baseado nas tuas derrotas passadas. Experimente isso e vire o ano com tudo novo. Pr. Cláudio Grabowsky - Parobé. RS. FELIZ E ABENÇOADO 2018

sexta-feira, 29 de dezembro de 2017

CONTO DE NATAL

                                     
"Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu, e o principado está sobre os seus ombros, e se chamará o seu nome: Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz." Isaías 9.6  4 a.C. Era noite. O casal não achava lugar nas hospedarias de Belém. Até que encontrou uma em que havia sido improvisado um abrigo no estábulo. A frequência das contrações da jovem aumentava. Era iminente o nascimento da criança. Pressionado pela circunstância, o marido aceitou a oferta e, pouco depois, viu nascer um lindo menino, que foi envolvido em panos e depositado no cocho dos animais. Acabara de vir à terra o Salvador dos homens. Esquecidos pela cidade, os pastores, no campo, receberam a visita do anjo que lhes anunciou a boa nova. Correndo, eles vieram ao menino e, com suas mãos calosas e cheirando a ovelha, adoraram o Senhor. 2009 d.C. É noite. As bombas anunciam o Natal. O homem espia pelos jardins iluminados e casas enfeitadas, cheias da algazarra de crianças que abrem presentes. Ele a todos vê. Ninguém lhe enxerga. Lentamente, dirige-se ao fim da rua. Ali, uma viúva solitária fecha a janela por onde olhava os fogos de artifício. Dobra os joelhos e começa a falar com o dono da festa, por todos esquecido. De repente, sente que não está só. Assusta-se. Olha para trás e a sala ilumina-se. O homem havia entrado em sua casa. “Não temas”, diz ele. “Sou Jesus. Nessa rua, tu foste a única que se lembrou de mim. E eu fui o único que me lembrei de ti”. E desapareceu.http://pastorhumberto.com/  Neste Natal não substitua a Jesus por nenhuma outra figura, assim como no seu nascimento, hoje o menino Jesus continua tendo dificuldades em achar um local para nascer.  Pr. Cláudio Grabowsky. Parobé. RS

quarta-feira, 20 de dezembro de 2017

GIGANTES

                                                                                                      
 “Confia no SENHOR e faze o bem; habitarás na terra, e verdadeiramente serás alimentado.” Salmos 37. O povo de Israel foi escravo no Egito por mais de 400 anos. Deus, então, chamou Moisés para libertar o povo e conquistar Canaã. Israel, assim, saiu do Egito e cruzou o deserto até Canaã. Porém, quando chegaram na fronteira da terra prometida por Deus, dos doze espias que Moisés mandou espionar a terra, dez voltaram desanimados, porque viram os gigantes que lá viviam. Com os seus desânimos contaminaram todo o povo e, por isso, não conquistaram aquilo que, por vontade de Deus, era deles. Os espias incrédulos morreram no deserto; contudo, os dois espias que acreditaram na visão que Deus havia dado a Moisés conquistaram a terra. Hoje, não é diferente. Para cada um de nós Deus tem um plano, uma terra a ser conquistada. Deus já nos deu, mas temos que conquistá-la. O apóstolo Paulo ensina que temos que conquistar aquilo para o qual fomos conquistados (Fp 3.12). Entretanto, a maioria das pessoas olha para as dificuldades, e deixa de conquistar o que Deus lhe preparou. E morre no deserto. Uns se queixam das lutas; outros dizem que é difícil ser crente e assim por diante. Gigantes e desculpas não faltam. Porém, se tu acreditares no que Deus pode fazer, na força que Ele te dará, e não nas tuas forças e condições, a terra será tua. Os gigantes cairão. E tu conquistarás o que Deus tem preparado para ti aqui na terra e, no porvir, a tua salvação, a vida eterna com Deus.  Venha conquistar aquilo para o qual Deus te conquistou. http://pastorhumberto.com/  Pr. Cláudio Grabowski. Área de Parobé. RS

segunda-feira, 4 de dezembro de 2017

VOCÊ SABE QUANTO VOCÊ VALE?

“Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna” (Jo 3.16) Se houvesse uma “bolsa de valores de humanos”, qual seria a sua cotação no mercado? Cada um tem uma escala para atribuir valor a pessoas. Para um antropófago, você valeria o quanto pesa. Para um pistoleiro, a vida de um homem tem o valor do cachê que lhe pagaram para matá-lo. Para um traficante de drogas, é o potencial de consumo de um dependente, não vendendo, por isso, drogas que matam muito rapidamente. Para o mundo consumista  valemos o que temos no bolso para gastar,  e assim por diante. É intrigante esse assunto. Mas encontrei um autor que trata sobre o tema. Ele disse que qualquer pessoa vale mais do que todo o mundo, pois “a vida de qualquer um não consiste na abundância do que possui”. Quem afirmou essas coisas atribuiu tanto valor a você que, sendo Deus, se fez homem para morrer em seu lugar. Ele é Jesus. Ele lhe dá tanto valor porque todo o dinheiro do mundo não é suficiente para conduzir uma pessoa a Deus. Jesus mesmo disse que Ele próprio é o caminho e ninguém chega a Deus a não ser por Ele. Qual o valor que você atribui a sua própria alma? Entregue-a a quem deu o maior lance por ela. Jesus. Você receberá em troca a bênção de Deus aqui e, no porvir, a vida eterna com Ele (Lc 9.25; 12.15). *Publicado no Jornal Diário Gaúcho em 28/11/08. http://www.pastorhumberto.com/ Pr. Claudio Grabowsky. Área de Parobé RS

quarta-feira, 29 de novembro de 2017

DEUS FAZ O MELHOR

                               

"Lançando sobre ele toda a vossa ansiedade, pois ele tem cuidado de vós." 1 Pedro 5.7 No Antigo Testamento, por meio de Moisés, Deus instituiu o sacrifício de louvor. O adorador oferecia um animal a Deus. O sacerdote aspergia o sangue do animal no altar, retirava-lhe a gordura e queimava-a sobre o altar. A gordura queimada exalava o gostoso "cheiro de churrasco", e esse aroma agradável era oferecido a Deus. A carne do animal, porém, podia ser comida pelo fiel que oferecera o sacrifício. Talvez as pessoas que não faziam parte do povo de Deus criticassem essa forma de culto. Ao banquetearem-se com carnes gordas, zombavam dos hebreus, dizendo "vocês não sabem o que estão perdendo". Hoje, ao conhecermos os prejuízos que a gordura animal traz à saúde, entendemos que a estranha forma de culto demonstrava o cuidado de Deus por seu povo. Enquanto os povos vizinhos sucumbiam pelos males trazidos pela obesidade e pelo colesterol, o povo de Deus vivia com qualidade de vida e longevidade. Hoje, de igual forma, pessoas que não aceitaram Jesus como Salvador e Senhor criticam e não entendem a obediência que os crentes prestam aos mandamentos de Deus. Porém, os fiéis que de bom grado e com alegria renunciam as "gorduras" vedadas por Deus sabem que cada um dos mandamentos de Deus traduz o amor e cuidado que Ele tem com o seu povo. Aleluia. Ainda que não entendamos o porquê de algum mandamento, vale a pena segui-lo, pois um dia tudo será revelado e, então, mais uma vez glorificaremos e adoraremos o nosso Deus, sabendo que ele tem cuidado de nós. Se você não quiser ter sua vida destruída pelo "colesterol" daquilo que Deus condena, entregue-a ao Senhor. Ele mudará os teus gostos e pensamentos e verás como é bom servir a esse Deus que vela pelo seu povo.http://pastorhumberto.com/ Pr. Cláudio Grabowsky. Área de Parobé. RS

quinta-feira, 23 de novembro de 2017

CONVERTIDO OU CONVENCIDO ?

                             
“Vivo eu, diz o Senhor JEOVÁ, que não tenho prazer na morte do ímpio, mas em que o ímpio se converta do seu caminho e viva; convertei-vos, convertei-vos dos vossos maus caminhos; pois por que razão morrereis, ó casa de Israel?” (Ezequiel 33.11) Nós crescemos no meio de um sistema a respeito do qual a Bíblia diz que jaz no maligno. Por outro lado, a Bíblia também ensina que um dos sinais dos últimos tempos antes do arrebatamento da igreja seria a operação do mistério da iniquidade, ou espírito do anticristo. É exatamente isso que vemos em nossos dias. Essa é a razão pela qual vemos uma brutal mudança da moral e dos costumes. Estamos vendo se levantar uma nova moral e novos costumes, cada vez mais antagônicos aos princípios judaico-cristãos que fixaram parâmetros para a construção de uma civilização onde a vida, a família, o recato e a honra eram alicerces. Isso, infelizmente, tem se refletido no cristianismo. Os "cristãos" estão convencidos de que Deus é bom, que Jesus morreu por nossos pecados e que existe céu. Porém, boa parte deles quer morar no céu, mas quer viver segundo a "moral" e os costumes do mundo ditados por Satanás. Não querem converter-se dos costumes mundanos para viver de acordo com os costumes ditados pela palavra de Deus. São convencidos, mas não convertidos. Quando confrontados com a exigência bíblica de abandono das práticas mundanas, saem-se dizendo que Deus quer só o coração. Se você quer a salvação de sua alma, não basta ser um "convencido". Converta-se dos costumes pagãos, anticristãos, para uma vida santa e irrepreensível, numa santidade conforme o padrão bíblico, e não conforme o padrão de sua cabeça. http://www.pastorhumberto.com/ Pr. Cláudio Grabowsky. Parobé. RS